domingo, 23 de novembro de 2008

Serás apenas um espectador...!

Olhei para ti sentado lá no fundo
Não te conheci por dentro
Por fora continuas o mesmo...
Mas a aparência engana os corações perdidos!

À minha volta tanta a gente a sentir um sonho!
Eu não te senti porque não deixaste
Nem mais eu quero,
Apenas ser um caminho diferente!
São os sentidos que se apoderam das palavras,
Das emoções, do pensamento, da voz que soa pelos quatro cantos.
Ai... se pudesses sentir o mesmo que eu...
Desejaria que o tempo voltasse atrás!

Porque caminhar em frente é um desafio do qual não posso fugir
As surpresas surgem, e entretanto, o sonho concretiza-se!

Tal como o palco que viste... assim é o palco da minha vida...
No qual tu és apenas o espectador... aquele que eu não consegui ver!
Mas assim deve ser... os sentidos os mesmos... os caminhos diferentes!

Continuarás a percorrer a estrada, na qual sem mim nada fará sentido...
Mas esta estrada, é apenas uma folha do livro que ainda tens a meio!

O cansaço mostra-te a realidade... e o tempo é demasiado curto!
Viver cada momento por ti escolhido é uma decisão só tua... Não contenhas sentimentos, não os escondas, não deites mais lágrimas! Sorri! Orgulha-te de ti!

1 comentário:

Sal Ober disse...

É tão estranho sabermos adentro... É tão estranho lermos adentro...
É... estranho... Não sei... Hei de voltar, acho...
Mais tarde.