segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Não gosto de olhar por olhar... de dizer por dizer...
Sinto-mal... parvoice! Eu não estou assim tão mal, ou pelo menos, quero pensar assim.
Talvez, vazia... sozinha... o que seria injusto para aqueles que me seguem e que me dizem todos os dias "gosto de ti"!
É injusto sentir-me assim? Estarei a ser egoísta? AI!!! Não quero sentir-me mais assim... nesta confusão de sentimentos. Parece que de repente fiquei sem chão... eu sei que ele está cá, mas ás vezes já não o sinto.
Poi tudo o que parece certo é sempre o mais incerto...
Talvez precise de ajuda!

não consigo escrever mais... talvez amanhã!!!

1 comentário:

Sal Ober disse...

Não fosse tão batido o chavão e ficaria bem dizer "eu sou o teu chão". Não fosse verdade, não estaria nesta briga entre as palavras. Chão, alento, apenas ombro. Pouco importa, estamos por cá.

Um beijo.